Como captar clientes na advocacia

Advogados têm muito com o que lidar: leis, processos, prazos. Às vezes, é difícil pensar em como captar clientes na advocacia. Mas, mediante um mercado jurídico competitivo, planejar e executar boas estratégias para atrair clientes é necessário.

Para você ter chego a esse conteúdo, possivelmente já sabe que algo precisa ser feito para ver o escritório de advocacia crescer. Contudo, pode não saber bem por onde começar. Não tem problema! A proposta, aqui, é justamente ajudar nesse caminho. Então, vamos lá!

3 formas para aprender a como captar clientes na advocacia

1. Benchmark

Existem muitos fatores que podem contribuir para aprender como captar clientes na advocacia. Uma forma de conhecer os de maior resultado é voltar o olhar para o mercado. Fazer um benchmark mesmo com outros escritórios. Mas, não é preciso marcar um horário e ir até lá, especialmente se o escritório que você acredita que faz um bom trabalho é um concorrente. Hoje, existem as redes sociais e as newsletter que possibilitam fazer um acompanhamento próximo, porém, à distância.

Portanto, a primeira sugestão para começar a ter como captar clientes na advocacia é essa: curta e siga nas redes sociais os escritórios que você considera os melhores na sua área de atuação. Uma alternativa é criar um perfil falso para fazer isso, caso não queira que ser ou que o escritório seja identificado.

A outra sugestão, semelhante a essa, é assinar a newsletter desses mesmos escritórios de advocacia para ter uma ideia sobre as informações que eles compartilham e de que forma se comunicam. Da mesma forma, caso não queira ter o seu e-mail pessoal ou profissional identificado pelo escritório que irá acompanhar, a alternativa é criar um e-mail somente para isso. Assim, é possível acompanhar as estratégias que os escritórios estão colocando em prática e ter insights para executar o próprio plano de captação de clientes.

2. Criar estratégias eficientes de comunicação

A maneira de se comunicar faz toda a diferença no momento de pensar em como captar clientes na advocacia. E é preciso pensar, ao menos, em três estratégias eficiente de comunicação.

A primeira é relacionada a como interagir com o público que ainda não conhece os seus serviços jurídicos. Está mais voltada a apresentar, de uma forma simples de compreender, aquilo que quer que as pessoas que espera ter como cliente entendam. Essas pessoas são mais jovens? São pessoas físicas ou corporativas? Todas essas informações tem de ser coletadas e pesadas para definir o tom dos textos pelos quais vai se comunicar por meio da sua newsltter ou das suas redes sociais.

A outra, é em como relacionar-se com os clientes atuais. Afinal, os clientes satisfeitos podem ser um ótimo canal para atrair novos e melhores clientes. Dependendo do objetivo, os esforços de comunicação podem ser direcionados somente para clientes específicos, que se quer manter e você sabe que é bem relacionado. Ou seja, o tipo de cliente com quem você gosta de trabalhar e que pode influenciar pessoas ou empresas com o mesmo perfil a também associarem seu nome ou marca ao seu escritório de advocacia.

A última estratégia de comunicação em que pensar é direcionada aos colegas de profissão. Portanto, ao networking. Possivelmente, você já conhece muitos advogados. Certamente, nem todos eles atuam na mesma área do Direito que você. E, muito provavelmente, esses advogados já atenderam pessoas ou empresas interessadas no tipo de serviço jurídico que você se dispõe a atender. Você pode captar esses clientes relacionado-se com esses colegas advogados. Com eles, a conversa pode ser mais técnica e a abordagem por e-mail, diferente dos dois primeiros casos apresentados. É possível até pensar em uma estratégia de comunicação via WhatsApp, já que você deve possuir o contato deles. Mas, algo pessoal e que não seja invasivo. Isso significa não enviar mensagens todos os dias ou mais de uma vez por dia! Cuidar para não ser inconveniente também é importante para uma estratégia de comunicação eficiente.

3. Modernizar o escritório de advocacia

Uma das coisas que impedem os escritórios de advocacia de captar clientes é a falta de tempo. Isso pode ser facilmente resolvido com a modernização dos escritórios de advocacia. Por exemplo, de que maneira as petições são enviadas no escritório? Pelos sistemas dos Tribunais ou por um software para peticionar?

O uso das ferramentas modernas e adequadas à otimização das atividades repetitivas do escritório de advocacia é, também, uma forma de captar clientes. As pessoas e empresas tendem a seguir e ser mais fieis a quem usa meios modernos de realizar tarefas, mesmo as mais simples. Estão aí o Spotfy, o Netflix e o Uber para comprovar. O primeiro serve para ouvir música, algo que pode ser feito ligando o rádio. O segundo permite assistir vídeos e séries, um entretenimento anteriormente suprido pela televisão. O terceiro profissionalizou as caronas, necessidade suprida pelos táxis, em outra época. Sabe por quê? Porque são formas mais fáceis de ouvir música sem ter intervalo comercial, escolher o que quer assistir sem precisar esperar passar na TV e de se locomover sem precisar fazer uma ligação.

Sendo assim, a modernização do escritório de advocacia não só acompanha a transformação que se observa no mundo como o torna suficientemente atraente para não ser usado.

Como foi dito no início, essas são dicas para orientar por onde começar a saber como captar clientes na advocacia. Conforme o escritório avançar nesse caminho, terá de se buscar outras ferramentas para ser mais produtivo, por exemplo. Quer já se preparar para isso? Então, dê uma olhada no e-book 16 dicas infalíveis para aumentar a produtividade na advocacia.



Diane Ziemann
Author: Diane Ziemann
É formada em Jornalismo pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Tem experiência em redações e agências do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já trabalhou como repórter, editora e assessora de imprensa. Atualmente, é produtora de conteúdo da área de Inovação, na Unidade de Justiça da Softplan.

Deixe seu comentário


shares