Software para advogados: 5 dicas para escolher um para o seu escritório de advocacia

Um software para advogados pode contribuir, e muito, para o crescimento do escritório de advocacia.

Mas, para fazer uso de toda a escalabilidade que um software pode gerar, pelo simples controle do tempo e dos processos, é preciso escolher um que atenda a todas as demandas dos advogados, trabalhem eles sozinhos ou em equipe.

E como fazer essa escolha, já que existem no mercado diversos softwares de gestão para os escritórios de advocacia? Para a pesquisa sobre os softwares mais utilizados no mercado jurídico, a InteliJur avaliou, pelo menos, 35 deles. Você acha possível conseguir conhecer todos? Provavelmente, não é. Por isso, o mais indicado é definir critérios para selecionar o software para advogados que será avaliado para a tomada de decisão.

Vamos ajudar a criar esses critérios. Continue lendo para formular a sua lista de funcionalidades ideais para a aquisição de um software para advogados que atenda às necessidades da sua prática advocatícia.

O que considerar na escolha do software para advogados

Uma análise profunda e completa sobre o software que deve ser contratado para facilitar a rotina do escritório de advocacia inicia pela seguinte pergunta: o que se espera melhorar ou corrigir com o sistema? Coloque os problemas na mesa. Reúna a equipe para levantar esses pontos, caso seja preciso. Dedique tempo na definição do esboço do software para advogados perfeito para o seu escritório de advocacia. Essas são as informações que irão guiar a sua busca.

O passo seguinte é pesquisar quais sistemas estão disponíveis no mercado e se eles atendem aos itens pontuados. Observe, por exemplo:

1- Automatização de atividades

Alguns softwares desenvolvidos para o uso dos advogados permitem automatizar atividades que são consideradas burocráticas e repetitivas. Por exemplo, o preenchimento dos dados do cliente nas peças jurídicas relativas ao processo dele. Esse pode ser um ganho de tempo importante para o seu escritório, portanto, é um item que deve constar na lista de funcionalidades necessárias para aumentar a sua produtividade.

2- Gestão de processos

Controlar os processos, os prazos, gerenciar as tarefas relacionadas a cada membro da equipe e informar os clientes é um problema no escritório, pela falta de organização? Então a preocupação em encontrar um sistema capaz de gerenciar e também elevar a produtividade da equipe que atua no escritório de advocacia é, com certeza, um requisito importante para a escolha do software que vai ser usado pelos advogados.

3- Gestão financeira

Assim como os processos, a gestão financeira é outro “tendão de Aquiles” de muitos escritórios de advocacia. Analisar despesas, receitas e projetar ganhos é uma tarefa necessária, porém, que recebe somente parte da atenção merecida, muitas vezes pelo fato de o advogado estar preocupado com as demandas do cliente. Mas sem um controle eficiente dos recursos financeiros, tem como o escritório definir estratégias de crescimento? Considere esse ponto na hora de escolher o software para advogados com que quer trabalhar. Existem boas soluções que sanam a necessidade de registrar em planilhas de Excel o controle financeiro do escritório de advocacia.

4- Mobilidade

Frente à possibilidade de poder arquivar tudo na nuvem (pessoalmente já fazemos isso com documentos e arquivos de texto, para poder acessá-los de onde estivermos), é importante considerar se o software tem a vantagem da mobilidade. Ao comprá-lo, é possível acessá-lo de qualquer dispositivo, independentemente do local em que você está? Ou não importa se a única forma de operá-lo é no computador do escritório? Dependendo da resposta, já deve ser descartada a opção que não atende àquilo que foi levantado na análise inicial por você ou pela equipe.

5- Modernização

Existe um movimento na advocacia que é a ampla inserção da tecnologia na prática do Direito. Os Tribunais, por exemplo, já estão há algum tempo digitalizando seus processos e tramitando parte deles em ambiente totalmente online. É um caminho quase sem retorno, ao qual muitos escritórios de advocacia decidiram se adequar. Até mesmo os que já usam algum software estão em constante aperfeiçoamento e buscando soluções inovadoras para se posicionar à frente dos demais escritórios.

Quem está escolhendo um software para advogados para ser usado pela primeira vez, pode juntar estas duas situações para se modernizar. Já os que buscam algo mais contemporâneo, tem de estar atentos para realmente investir em algo com uma tecnologia mais avançada e novas funcionalidades. As opções no mercado existem. E dicas para fazer a melhor escolha, você também já tem. Agora, é partir para a ação!



Deixe seu comentário

shares