Ferramentas digitais para advogados: maior agilidade para o escritório

Quais são as ferramentas digitais para advogados que desejam que a inovação faça parte da cultura do escritório de advocacia? Caso essa seja uma dúvida que você também possui, este texto é o lugar certo para você pelos próximos minutos.

Entendemos que o mundo do Direito é bastante técnico e tradicional, muito em função da responsabilidade que lhe é imposta: cuidar para que todas as pessoas tenham acesso à Justiça e a garantia dos seus direitos respeitada. Em meio a questões tão densas, nem sempre há tempo para pensar em inovar e em ferramentas capazes de contribuir para a inserção em um segmento até certo desconhecido como o da tecnologia. Apesar de ser necessário.

Muito habituados a lidar com planilhas para gerenciar processos, há profissionais de advocacia que acreditam que possuir um software jurídico ou lidar com o processo eletrônico já significa que são suficientemente digitais. Essas são ferramentas importantes, porém, representam apenas o começo da relação com tecnologia como suporte de uma cultura de inovação.

Até porque é preciso mais do que as ferramentas digitais para advogados para inovar e tornar mais ágil o escritório de advocacia. É necessário expandir o campo de observação para outras áreas do mercado de prestação de serviços. O que outros negócios têm colocado em prática para serem considerados inovadores? Das práticas que adotam, quais podem ser adaptadas para a advocacia?

Fazer esse exercício, arriscar e depois medir os resultados também faz parte do começo da construção de um escritório que não só quer dispor de ferramentas digitais, como também ser reconhecido como inovador. Adiantamos algumas informações que provavelmente serão descobertas dessa forma.

3 ferramentas digitais para advogados inovadores

Há muitas ferramentas digitais para advogados utilizar no dia a dia. Principalmente quando o foco deixa de estar apenas na advocacia. A amplitude do olhar mostra que há muita coisa realmente útil disponível. Muitas contribuem para a economia de tempo e para tornar maior a produtividade, pois, facilitam a organização das atividades e a até a comunicação com os clientes.

Pode ser que você já tenha ouvido falar de algumas das ferramentas e não saiba nada sobre as demais. Não tem problema. Todas as informações principais já estão aqui.

1. Tasklog

Não tem como agilizar o que não se conhece. Por um acaso, alguma vez, você já mediu quanto tempo leva para enviar uma petição inicial depois de ela estar pronta? Sabe para qual cliente são dedicadas a maior parte das horas de trabalho?

O Tasklog ajuda a obter todas essas respostas. Também, a controlar o tempo dedicado às atividades e o intervalo necessário de descanso, conforme a técnica Pomodoro.

Toda a lista de tarefas, projetos e clientes pode ser cadastrada na ferramenta. Alimentá-la com essas informações possibilita que sejam gerados relatórios para análise. A partir deles, é possível responder às perguntas feitas no primeiro parágrafo deste tópico e também identificar para onde é preciso focar os esforços para melhorar.

2. Slack

É engraçado. Até mesmo equipes que possuem o Teams, chat desenvolvido pela Microsoft para troca de mensagens internas nas empresas, preferem usar o Slack como meio alternativo de comunicação. Deve ser pela praticidade.

O Slack permite que sejam formados grupos de conversação. Assim, é possível se comunicar com toda a equipe ou apenas com os sócios do escritório de advocacia. Ainda, é possível convidar pessoas de fora para fazer parte de um grupo, o que pode facilitar a comunicação com os clientes.

A ferramenta ajuda a agilizar, também, a troca de documentos. Além disso, possui aplicativo para o celular. Dessa maneira, é possível saber de tudo o que acontece, mesmo fora do escritório de advocacia.

3. Trello

O Trello já é uma ferramenta famosa entre equipes que utilizam métodos ágeis como o Kanban para organizar as tarefas que serão executadas durante a semana. O propósito é cadastrar nela todas as atividades que precisam ser feitas. Quando uma delas estiver em execução, evolui para uma tarefa que está sendo feita. Depois de concluída, segue para a lista de tarefas já realizadas.

A personalização permite saber qual profissional de advocacia é responsável por cada uma das tarefas, em cada etapa. Dessa maneira, quando qualquer profissional acessar o quadro das atividades, poderá identificar o que está sendo executado por quem. Tudo pode ser acompanhado, inclusive, pelo aplicativo disponível para celular.

O que esperar das ferramentas digitais para advogados?

Como dito, há diversas ferramentas digitais para advogados. Tantas que seria impossível descrever todas. Nem por isso deve-se deixar de levá-las em consideração. Todas as descritas contribuem para a produtividade, organização de tarefas, e melhor planejamento do crescimento do escritório de advocacia.

Aliás, há boas dicas no eBook 16 dicas infalíveis para aumentar a produtividade no escritório de advocacia que podem contribuir com todas essas questões e elevar a competitividade do escritório. O download é gratuito e o material fica disponível para consulta sempre que houver interesse em relembrar cada uma das ideias.



Deixe seu comentário


shares